terça-feira, 11 de maio de 2010

revista PLANO BRASILIA

As muitas faces de Nemm Soares

Texturas, cores e muitas sensações. Obras do

artista espalhadas pelo DF e pelo o mundo,

mostram que independente do método ou estilo

utilizado para a criação das peças, dar asas

à imaginação é imprescindível

Por Luciana Vasconcelos Reis

Fotos Divulgação



Artista desde sempre, Nemm Soares, que está na Capital desde 1977, se consagrou por seu talento. Com mais de 25 mil peças produzidas e catalogadas, ouso dizer que na arte ele é um camaleão. Produz desde paredes de taipa até revestimentos sofisticados com texturas das mais diversas. São telas, esculturas em madeira, metal, aço, peças decorativas como luminárias, mesas, cadeira e o que mais vier à mente. Claro, para o autodidata que estudou um pouco de geologia, ciência que estuda a terra, sua composição, estrutura e propriedades físicas, as ideias fluem como lava em um vulcão em erupção. Característica de poucos.

E este vulção chamado Nemm, tem um espaço bem pitoresco. Ao entrar em seu atelier na 413 Norte, nos deparamos com uma infinidade de objetos, uma verdadeira odisséia cultural. Coleções de câmeras fotográficas, rádios, telas, cadeiras estilo medieval repaginadas com os tão conhecidos candangos, se misturam a bombas de gasolinas originais e a fogões antigos. Alí, tudo parece combinar perfeitamente, em outro lugar seria quase impoSsível. Este importantíssimo “museu” está aberto ao público e recebe grupos de estudantes.

“É muito gratificante receber os alunos, assim, podemos aproximá-los da arte, bem como mostrar alguns objetos que fizeram parte da nossa evolução e da vida de boa parte das famílias, como o velho ferro de passar roupas aquecido a carvão e a máquina registradora. Eles chagam aqui e ficam encantados”, destacou Nemm com empolgação.

O artista, que se esmera em criar o inusitado, muitas vezes reciclando sucata, se preocupa com o meio ambiente e com a história não só da arte, mas do povo brasileiro, em especial dos candangos. Foi aqui, no Planalto Central, que conheceu a companheira, amiga e esposa de todas as horas, Maria Regina, com quem teve DOIS filhos.

Sua primeira obra foi a pintura da parede de seu quarto, ainda aos 15 anos de idade, de lá para cá ele encontrou seu estilo, sua marca e hoje é reconhecido nacional e internacionalmente, tendo obras em países como Portugal, Índia, Espanha, Japão e França, só para citar alguns. Das telas para a escultura, do grafismo e geometria aos personagem que marcam sua obra.

Nemm revoluciona e agita também o mundo virtual, para um artista tão criativo, nada de um site comum e “quadrado”, em www.neMmsoares.com é possível fazer um agradável e interativo tour pelas obras e atelier do artista, você clica e e as coisas acontecem. Como um pequeno peixe no imenso oceano de possíbilidades, de quebra, o internauta pode se deliciar ouvindo músicas de qualidade, são VÁRIOS divididos em vários estilos, que vão da bossa nova, ao jazz.

Não é difícil reconhecer uma obra do artista, aos 54 anos apresenta peças que refletem sua agilidade, criatividade e inquietude. O mineiro de Belo Horizonte conversa conosco, mas sua cabeça não para, dá cliques certeiros no mouse enquanto nos mostra muitas de suas obras premiadas, outras vendidas e muitas sem nome. “Não me prendo a nomenclaturas, o título da obra sai quando há necessidade”, diz convicto.

A inspiração é continua e vem do dia a dia, suas pinceladas coloridas ou monocromáticas, estão repletas de elementos e detalhes, o que as destaca e as faz tão cobiçadas por socialites, empresas, bares e restaurantes, como o Quartier Bistrot, a Galeteria Beira do Lago, SANTA PIZZA, o Bar Brasília, o Dom francisco, entre outros.

Bem humoradas e com um tom apimentado, suas pinturas têm figuras femininas sensuais e personagens que se destacam em meio a multidão. O artista cria dentro de uma proposta inicial do cliente, que pode ser decorar paredes, entradas, tetos e corredores de casas ou empresas, mas o resultado final quem define é o artista: “O cliente dá as diretrizes quanto à proporção e o tema, mas a essência é minha”, frisou Nemm, relatando um fato bastante interessante: “Ao decorar o interior de um banheiro masculino com a figura de uma Drag keen em tamanho natural, imapactei. Os frequentadores se assustavam e foram implacáveis, detruíram a peça de tão real e bizarra que era”, ponderou.

NEMM se dá o luxo de viver da arte. Para quem já foi funcionário público e empresário da moda por dez anos, o artista está bem na fita, iniciou comercialmente a atividade de artista plástico em 1993 e agora desfruta da credibilidade em todo o DF, além de preparar novos talentos para o Centro-Oeste, dando aulas de pintura e arte. Mas como a VERSATILIDADE do profissional é infinitamente grande, ele confessa a preferência em trabalhar com aço. “Gosto de moldar o aço, porque mesmo sendo um metal pesado, consigo materializar peças e traduzir leveza. O resultado é sempre surpreendente”, concluiu.

Serviço:

Um comentário:

  1. Acessem www.kustomize.com.br e conheçam nossa linha de adesivos decorativos de parede, skins para celulares, ipods, notebooks, projetos corporativos e personalizados.

    Aguardamos sua visita...

    ResponderExcluir